/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

terça-feira, agosto 01, 2017

"EFEITOS DO MAU TEMPO SOBRE A AVIAÇÃO"

Imagens impressionantes de avião atingido por Raios
dentro de um Cumulus Nimbus
Para aqueles que juram que só entram em um avião só depois de mortos. Se  perguntarmos a uma delas qual teria sido o destino deste avião diante de uma  imagem tão impressionante,  certamente responderiam mais ou menos assim: "Que o avião explodiu e todos os seus ocupantes morreram". Na verdade, esse avião de passageiros de uma empresa norte-americana  foi atingido em pleno voo por pelo menos por uma dezena de raios. Para uma imagem tão impressionante certamente às pessoas mais céticas ao lerem se surpreenderão:  Apesar do susto, aviões são perfeitamente seguros em tempestades de raios: por não terem contato com o solo, a eletricidade não afeta a estrutura das aeronaves, que podem passar pelo mau tempo sem maiores problemas.
Quando a formação de cumulus nimbus estiver próxima, há uma preocupação da tripulação de desviar imediatamente e com o auxílio do radar !
No canto direito baixo desta foto, verifique a proa deste avião passando à direita da assustadora formação (cumulus nimbus). Aqui ele já está fazendo o contorno visual.        As formações nebulosas com grande desenvolvimento vertical CUMULONIMBUS (CB), também identificadas como tempestades de trovoada ou thunderstorms, ocorrem em todos os quadrantes da terra. Elas podem ocorrer a qualquer hora do dia ou de noite ao longo de todo o ano. Porém, a ocorrência de tempestades com trovoadas são mais comuns nos meses mais quentes do ano, principalmente no período da tarde. A cada momento,
aproximadamente 1.800 CB's estão em desenvolvimento em torno do planeta, associados a descargas atmosféricas (raios) que atingem a Terra, 100 vezes a cada segundo. Os CB's são muito importantes para a reposição e distribuição das chuvas. Para a aviação, além de ser um limitador de espaço aéreo, pois o voo dentro destas nuvens é de extremo risco, também pode afetar os procedimentos de pouso e decolagem devido às cortantes de vento geradas pelas fortes correntes ascendentes e descendentes em torno da nuvem. E mais: turbulência, granizo, formação de gelo, saraiva (granizos que são lançados para fora da nuvem, em ar claro), relâmpagos e por vezes tornados poderão estar associados aos CB's e influenciarem na segurança das operações aéreas.
Esta outra aeronave (acima), entrou num CB, mas conseguiu se safar, e pousar em segurança

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */